quinta-feira, 20 de setembro de 2007

DECLARAÇÃO A UM AMOR IMPOSSIVEL...

Talvez ninguém note, talvez ninguém
se aperceba...
Talvez até nem pareça, mas a verdade
é que me sinto loucamente feliz
quando te vejo...
e perdidamente triste quando
os nossos olhares se tocam...
Talvez, porque o que mais desejo
é ver-te, e, quando te vejo,
lembro-me da distância
que nos separa o pensamento...
É essa a pior distância entre as pessoas:
o pensamento...
O tempo passou e tantas coisas que ficaram...
Ficou aquele "estás desculpado"
que o orgulho não deixou dizer,
aquele "eu compreendo-te"
que não se diz com toda a certeza,
aquele "compreende-me",
que não se sabe como pedir,
aquele "amo-te" que não se tem
coragem de dizer...
aquele "ama-me" que se tem receio
de ser negado...
Diz-me! E se alguém nota?
E se alguém se apercebe?
Por mais que tente mosrar
que não dei pela tua presença,
se existe quem te conheça,
vê nos meus olhos o teu rosto
que eu tento esconder...
e lê nos meus lábios, em voz alta,
o teu nome...
que eu grito em silêncio...
Pensas que te odeio,
Eu digo que te amo...
Talvez ninguém note,
porque talvez não pareça...
Para alguém especial...

5 comentários:

Anônimo disse...

seu poema contou a minha história .
fui condenada á amar sem podar amor.
assim sou o seu poema em pessoa.

arlenilda disse...

seu poema falou tudo que estou sentindo por alguen que nâo posso ter pois ele ten um compromisso. estou condenada a amar eternamente sen ser amada por este homen de nivel social cultural e economico maior que o meu
mande o poema para meu imail

Anônimo disse...

Eu amo uma pessoa que tbm me ama, mas ñ podemos ficar juntos pq sou casada e meu marido ñ aceita a separação,com isso o meu amor foi embora, sinto muita falta dele e ñ posso fazer nada alem de sentir saudades e chorar.

anelauren grzybowsk bardo disse...

eu tbm amo uma pessoa o jocemar mas ele ama outra pessoa e agora eu quero ele devolta pra mim :'( pq ao me lembrar dele eu choro :'(

Sydenilson Santos disse...

Lindas palavras, cheias de amor e reflexão, de dor e saudade. Me vejo nas entrelinhas desse seu poema, é uma história real que meu coração tentar se acostumar, a ausência de amor que agora é impossível.